IMPROVING BUSINESS

Criamos  VALOR  para o Cliente

Tem alguma questão? Contacte-nos!

 CONCORDO com a Política de Privacidade deste site.

  Atualizar Captcha  
 

Destaques

  • Edifícios + Sustentáveis

     

    EDIFÍCIOS + SUSTENTÁVEIS

     

    Objetivo:

    • Apoiar a eficiência energética e a utilização de energias renováveis e biomateriais em edifícios, apoiando a implementação de medidas de eficiência energética e racionalização de consumos;
    • Contribuir para a redução de emissões de gases com efeitos de estufa, melhoria de qualidade e conforto do ar interior, promoção da produtividade laboral, redução da pobreza energética, aumento da resiliência e extensão da vida útil dos edifícios.

     

    Critérios de Elegibilidade:

    Pessoas singulares, proprietárias de edifícios de habitação existentes e ocupados, construídos até ao final do ano de 2006. Os edifícios de habitação abrangidos incluem: edifícios unifamiliares/multifamiliares ou frações autónomas em edifícios multifamiliares.

     

    Taxa de Apoio:

    Taxa Base de 30%

    Este Programa de Apoio abrange seis tipologias de intervenção:

    • Janelas eficientes, de classe “A+”;
    • Isolamento térmico (efetuado com ecomateriais ou materiais reciclados; isolamento térmico em coberturas ou pavimentos exteriores e interiores; isolamento térmico em paredes exteriores ou interiores);
    • Sistemas de aquecimento e/ou arrefecimento ambiente e de águas quentes sanitárias que recorram a energia de fonte renovável, de classe A+ ou superior: Bomba de calor, Sistema solar térmico, Caldeiras e recuperadores a biomassa com elevada eficiência), Caldeiras elétricas quando acopladas a outros sistemas que recorram a energias renováveis (bombas de calor e painéis solares);
    • Instalação de painéis fotovoltaicos e outros equipamentos de produção de energia renovável para autoconsumo;
    • Intervenções que visem a eficiência hídrica: substituição dos equipamentos atuais por equipamentos mais eficientes (chuveiros; torneiras – casas de banho, lava-loiças; autoclismos, autoclismos com dupla entrada de água (potável e não potável), fluxómetros, redutores de pressão, reguladores de caudal);
    • Intervenções que promovam a incorporação de biomateriais, materiais reciclados, soluções de base natural, fachadas e coberturas verdes e soluções de arquitetura bioclimática.

     

    Requisitos a cumprir:

    • Documentos do Candidato
      • Identificação (Número do Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Número de Identificação Fiscal).
      • Certidão de não dívida do candidato à Segurança Social e à Autoridade Tributária e Aduaneira

     

    • Documentos relativos à candidatura
      • Cópia da Caderneta Predial Urbana (CPU) atualizada do Edifício ou fração candidata, onde conste expressamente a propriedade do candidato.
      • Licença de habitação.
      • Certificado energético válido emitido no âmbito do SCE, nas situações aplicáveis e quando exigível.

     

    • Comprovativos de execução da obra:
      • Recibos com data posterior a 7 de setembro de 2020, em nome do candidato, com todas as despesas discriminadas.
      • Evidência fotográfica da habitação alvo de intervenção e dos equipamentos, antes e após a implementação dos projetos candidatos.

     

    Descrição dos incentivos

     

    Cada candidato pode apresentar mais do que uma candidatura, desde que a edifícios/frações autónomas distintas, tendo em conta os seguintes limites:

    • O incentivo atribuído é a título não reembolsável, sobre 70% do valor de cada uma das tipologias de intervenção, e com um limite máximo identificado na tabela junto;
    • O proprietário de um edifício unifamiliar ou de uma fração autónoma está limitado a um incentivo total máximo de 7.500 euros por candidatura.
    • Cada Candidato, independentemente da tipologia de edifício do qual é proprietário, está limitado a um incentivo total máximo de 15.000 euros.

     

     

     

    Despesas não elegíveis:

    • Aquisição de terrenos, edifícios e outros imóveis;
    • Construção ou obras de adaptação de edifícios independentemente de serem necessárias à implementação da(s) medida(s) de eficiência energética;
    • Custos com a manutenção e operação da(s) medida(s) de eficiência energética a implementar;
    • Aquisição de sistemas de monitorização, material e software;
    • Aquisição ou substituição de eletrodomésticos existentes;
    • Projetos, certificações, auditorias, estudos e atividades preparatórias, licenciamentos;
    • Direção ou fiscalização de obra, coordenação de segurança, acompanhamento ambiental, assistência técnica e gestão de projeto;
    • Despesas com o realojamento temporário de residentes no edifício ou fração intervencionado;
    • Despesas associadas a outras intervenções no edifício ou fração que não se encontrem relacionadas com as intervenções elegíveis;
    • O Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA) recuperável;
    • Custos cobertos por outras fontes de financiamento;
    • Multas, penalidades e custos de litigação;
    • Despesas excessivas ou inadequadas aos propósitos previamente estabelecidos.

     

    Aposta na Eficiência Energética?

    A GO está preparada para apoiar a sua candidatura de uma forma integrada:

    Apoio no Estudo de Viabilidade e Elaboração de Candidatura

    Analisar as condições de elegibilidade;

    Elaboração e submissão da candidatura;

    Desenvolvimento de estudos necessários à sustentação da candidatura;

    Assistência na resposta a pedidos de informação.

     

    Nota: Este resumo não dispensa da leitura de informação mais detalhada:  https://www.fundoambiental.pt/ficheiros/regulamento-edificios-sustentaveis-pdf

    CONTACTE-NOS!

     CONCORDO com a Política de Privacidade deste site.

      Atualizar Captcha  
     

     
  • Programa Mar 2020

    Ler +  
  • Projetos “Inovação Produtiva” (Territórios de Baixa Densidade)

    Ler +  
  • PDR - Jovens Agricultores

    Ler +  
Slider

DESEJA SABER TUDO QUE PODEMOS FAZER PELO SEU NEGÓCIO?

Quer saber mais sobre nós?     Clique no botão e descubra